Vale a pena operar ruptura de tendão no ombro

Uma ruptura no tendão do ombro não cicatriza nem diminui com o tempo. Ao contrário, a lesão se agrava continuamente no dia-a-dia, devido ao movimento do músculo que puxa o tendão para executar o movimento do osso.


No passado, era comum o médico indicar apenas fisioterapia para as pessoas com mais de 50 anos que tivessem rompido o tendão no ombro, para não submetê-las aos riscos de uma cirurgia aberta tradicional. Hoje, a situação é outra. Primeiro, porque pessoas nesta idade continuam ativas e fazem esportes - e não querem diminuir seu ritmo de atividade. Depois, porque a artroscopia representou um grande avanço no tratamento cirúrgico deste problema.


Por isso, pacientes com mais de 50 anos - ou mais jovens - podem tratar o rompimento do tendão por cirurgia artroscópica. A lesão pode ser corrigida através de pequenos furinhos na pele, de forma muito rápida e segura.


A cirurgia por artroscopia não descarta a fisioterapia, muito importante para a reabilitação. Através das sessões de fisioterapia é possível conseguir ganho na amplitude do movimento e fortalecer os músculos para que toda a articulação exerça corretamente a sua função.


#tendão